HCI

O papel do enfermeiro na prevenção da nefropatia induzida por contraste

Imagem

INTRODUÇÃO

     A Nefropatia Induzida por Contraste (NIC) é o aumento de 0,5 mg/dl da creatinina sérica ou o aumento de 25% em relação à creatinina basal, em até 48 h após a infusão de contraste.

     É uma das consequências das intervenções cardiovasculares, quando ocorre administração de contraste, na ausência de outras causas que a justifiquem.

     A NIC é a 3ª maior causa de disfunção renal aguda em pacientes internados e ocorre em aproximadamente 1% da população geral.

 

DIAGNÓSTICO E FISIOPATOLOGIA


    Normalmente, a Nefropatia Induzida por Contraste tem curso benigno e é de curta duração. A elevação dos níveis séricos de creatinina ocorre em um período entre 24 á 48 h após infusão de contraste, atingindo seu pico máximo em 3 a 7 dias, com retorno aos níveis basais em 10 dias aproximadamente.

     O dano renal pode ser mais grave ou permanente quando ocorre a persistência dessa alteração ao longo dos 30 dias.

Quando ocorre a infusão de contraste há uma vasodilatação renal através de um efeito direto no tecido muscular liso, alterações na fisiologia do cálcio e na produção aumentada da endotelina, contribuindo para diminuição do filtrado glomerular e isquemia medular.

     As moléculas de contraste são livremente filtradas e sua concentração no ultrafiltrado, inicialmente, aproxima-se do plasma. À medida que o filtrado prossegue ao longo dos túbulos, quantidades de água são absorvidas, resultando em concentrações superiores ao plasma. Uma pequena quantidade de contraste é absorvida no nível das células tubulares proximais. O contraste no lúmen tubular reduz a quantidade de água absorvida aumentando a pressão intra-luminal e diminuindo o gradiente para filtração no nível dos capilares glomerulares. Este aumento no fornecimento de sódio e água aos túbulos distais ativa o mecanismo de feedback tubuloglomerular que diminui a taxa de filtração glomerular podendo levar à hipóxia medular renal.

     Os fatores de risco para NIC são: idade >75 anos, massa muscular, anemia, diabetes, insuficiência cardíaca, creatinina > 1,5 mg/dl e volume de contraste infundido.

ESCORE DE RISCO PARA NIC

FATORES ESCORE
   
HIPOTENÇÃO 5
BALÃO INTRA-AÓRTICO 5
IC 5
>75 a 4
ANEMIA 3
DIABETES 3
VOL. CONTRASTE 1 para cada 100 ml
Cr > 1,5mg/dl ou 4
ÍNDICE DE FILTRAÇÃO GLOMERULAR
< 60 ml/min./1.73 m²

2______40-60
4______ 20-40
6______ < 20

 

RISCO DE NIC

< OU = 5 7,5 %
6 a 10 14%
11 a 16 26,1%
 >16 57,3%

CLASSIFICAÇAÕ DO CONTRASTE

  • Quanto à osmolaridade: número de partículas em solução.

Alta: 1.600 a 2.100 mOsm

Baixa: 600 a 100 mosm

Iso-osmolaridade: 290 mOsm

  • Quanto à ionicidade: capacidade de dissociar-se quando em solução, produzindo partículas osmoticamente ativas.

Iônico ou não iônico

  • Quanto à viscosidade: capacidade do fluído se deslocar.

Mais ou menos viscoso.

 

PREVENÇÃO E TRATAMENTO

     O tratamento mais indicado na Nefropatia Induzida por Contraste é sua prevenção. Através do escore de risco é possível propor medidas terapêuticas adequadas para cada paciente.

     Estudos mostram a hidratação endovenosa com SF 0,9%, utilização de pequeno volume de contraste de baixa ou iso-osmolaridade e suspensão de drogas nefrotóxicas antes do procedimento podem minimizar o os riscos para NIC.

     O enfermeiro tem papel fundamental na identificação dos fatores de risco por ter contato direto com os pacientes e acesso ao prontuário. No momento da anamnese é possível coletar dados para realizar a estratificação de risco para NIC e estabelecer junto com a equipe médica um planejamento adequado para cada tipo de paciente.

 

CONCLUSÃO

     Contudo é possível concluir que é de suma importância realizar o escore de risco para NIC tendo em vista que o enfermeiro habilitado em reconhecer esses fatores poderá programar intervenções pertinentes e eficazes que minimizem as possíveis complicações.

voltar

Nossas Unidades

Hospital Santa Mônica Imperatriz - MA

Imperatriz - MA
Fone: (99) 3529-3219

Hospital Nossa Senhora da Abadia Ituiutaba

Ituiutaba | MG
Fone: (34) 3268-2222 | (35) 9203-8586

Santa Casa São Sebastião do Paraíso - MG

São Sebastião do Paraíso - MG
Fone: (35) 3539-1304

Santa Casa de Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
Fone: (16) 3635-9668 Fax: (16) 3635-9848

Hospital e Maternidade São Lucas

Ribeirão Preto | SP
Fone: (16) 607-0179 Fax: (16) 3607-0182

Hosp. das Clínicas Samuel Libânio - Pouso Alegre

Pouso Alegre | MG
Fone: (35) 3449-2186 - Fax: (35) 3449-2187

Telefone de urgência 24 horas

16 9721-0163

Clique aqui para mais informações

Cadastre-se e receba nossos informativos gratuitamente.