HCI

CATETERISMO CARDÍACO E O PAPEL DO ENFERMEIRO

Imagem

CATETERISMO CARDÍACO

Aneliza Garcez Vitorino Franco

Também conhecido como Cinecoronariografia, Cineangiocoronariografia, Angiografia Coronária ou Estudo Hemodinâmico – é um exame invasivo que pode ser realizado de forma eletiva (programada) ou de urgência e emergência, para confirmar a presença de obstruções das artérias coronárias ou avaliar o funcionamento das valvas e do músculo cardíaco. Esse procedimento é realizado com anestesia local (na pele), em seguida realizado punção arterial (radial, braquial ou femoral) pelo médico. São introduzidos guias e cateteres na artéria, que avançam até a aorta e ao ventrículo esquerdo e/ou direito. A injeção do contraste e a fluoroscopia são responsáveis pela projeção das imagens das coronárias em tempo real, sendo possível observarem as condições das mesmas, se encontram abertas ou obstruídas, parcial ou totalmente com segurança diagnóstica. Embora as técnicas não invasivas (eletrocardiograma, ecocardiograma e teste ergométrico) representem um papel importante, o cateterismo cardíaco permanece como um procedimento eficaz para avaliação e diagnóstico da doença coronária. 

 

INDICAÇÕES AOCATETERISMO CARDÍACO

 

  • Na necessidade de avaliar ou confirmar a presença de doença arterial coronária (DAC), doença das valvas cardíacas, do músculo cardíaco, dos vasos pulmonares ou da artéria aorta;
  • Esclarecer as suspeitas de alterações anatômicas não confirmadas por outros exames;
  • Mostrar em detalhes uma malformação congênita;
  • Para determinar a necessidade de tratamento cirúrgico (angioplastia coronária, cirurgia cardíaca ou correção de cardiopatias congênitas).

 

Pode ser realizado em paciente hospitalizado e ou proveniente da residência (eletivo).

 

 

O PAPEL DO ENFERMEIRO 

Durante a avaliação deve ser elaborado o processo de enfermagem. Nesse são coletados dados relevantes à realização do cateterismo cardíaco como: peso, altura, medicações de uso contínuo, fatores de risco pessoal como histórico de doença cardíaca, HAS, DM, IRC, dislipidemia, tabagismo, alcoolismo, sedentarismo, estresse, obesidade, história familiar positiva para coronariopatias, anemia, alergias, conclusões de exames anteriores (hemograma, eletrocardiograma, ecocardiograma, teste ergométrico, dentre outros).

A anamnese, a realização do exame físico e a verificação dos sinais vitais são fundamentais para o levantamento dos problemas do paciente. Nesse período, é fundamental a orientação sobre o que irá ser realizado, para que o paciente tenha melhor entendimento do procedimento, e desta maneira diminua sua ansiedade, medo e insegurança, proporcionando uma experiência mais agradável e menos estressante.                                                                     Durante o preparo do paciente, o enfermeiro deve identificar possíveis riscos e complicações de acordo com as características de cada paciente. Os cuidados de enfermagem para com os pacientes que realizam o cateterismo cardíaco devem ser direcionados para a prevenção e detecção precoce de complicações e, dessa forma, possibilitar intervenções rápidas e adequadas. Considerando que essas situações exigem desse profissional competência técnico-científica, ética, agilidade na tomada de decisões e responsabilidade, intervindo em diferentes situações e prestando ao paciente os cuidados necessários.

OBSERVAÇÃO: o paciente diabético em uso de Metformina deverá suspender a medicação preferencialmente 48 horas antes do procedimento.

E pacientes em uso de anticoagulantes como Marevan, Marcoumar, Comaudin, Xarelto, Eliquis, Pradaxa, deverão suspender a medicação, conforme orientações do médico assistente.

 

APÓS O CATETERISMO CARDÍACO

 

  • Os cateteres são removidos e o introdutor é retirado pela equipe de enfermagem do Laboratório de Hemodinâmica. A seguir é realizada compressão manual para hemostasia – de 15 a 20 minutos (se a via de escolha tiver sido braquial ou femoral). A seguir é realizado curativo compressivo no local.
  • No caso do exame ter sido realizado pelo braço (artéria radial), será realizado apenas a retirada do introdutor pelo médico e fechamento com curativo compressivo no local. O curativo será checado periodicamente, para averiguar a presença de sangramento no local.
  • O repouso após o cateterismo será realizado na unidade de recuperação do serviço de Hemodinâmica, onde o paciente ficará sob os cuidados de enfermagem, tendo seus sinais vitais avaliados sempre que necessário.
  • O tempo mínimo de repouso absoluto será de 4 a 6 horas (se por via femoral). A cabeceira do leito não poderá ser erguida a mais que 30°. Onde o paciente ficará de repouso absoluto em decúbito dorsal com o MI onde foi realizado o cateterismo contido, para evitar que seja fletido.
  • Por ocasião da liberação do paciente para sua residência, será obrigatório o acompanhamento de familiar ou responsável.
  • O procedimento muitas vezes demora menos de 30 minutos. No entanto, o processo de preparo e repouso deverá ser considerado. Sugerimos que o paciente planeje dispor de 5 a 9 horas do seu dia para realização do exame.

  

QUAIS OS RISCOS? 

É natural que, por se tratar de um procedimento invasivo, o cateterismo cardíaco tenha riscos. Os riscos de complicações graves (infarto, AVC e sangramento no local da punção) é em geral muito baixo (menor que 1%). Outras complicações decorrentes do uso do contraste, como alergia e insuficiência renal, também podem ocorrer. Entretanto, todas essas complicações são raras e a intervenção será realizada por uma equipe médica e de enfermagem preparada para atender a qualquer tipo de complicação.

 

 

voltar

Nossas Unidades

Hospital Santa Mônica Imperatriz - MA

Imperatriz - MA
Fone: (99) 3529-3219

Hospital Nossa Senhora da Abadia Ituiutaba

Ituiutaba | MG
Fone: (34) 3268-2222 | (35) 9203-8586

Santa Casa São Sebastião do Paraíso - MG

São Sebastião do Paraíso - MG
Fone: (35) 3539-1304

Santa Casa de Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
Fone: (16) 3635-9668 Fax: (16) 3635-9848

Hospital e Maternidade São Lucas

Ribeirão Preto | SP
Fone: (16) 607-0179 Fax: (16) 3607-0182

Hosp. das Clínicas Samuel Libânio - Pouso Alegre

Pouso Alegre | MG
Fone: (35) 3449-2186 - Fax: (35) 3449-2187

Telefone de urgência 24 horas

16 9721-0163

Clique aqui para mais informações

Cadastre-se e receba nossos informativos gratuitamente.