HCI

ESTENOSE DE VEIA SUBCLÁVIA EM PACIENTE DIALITICO CRÁNICO

História:
Paciente com Insuficiência Renal Crônica em esquema de hemodiálise com dificuldade de progredir fluxo nas sessões através da máquina. Nota-se discreto frêmito no local da fístula arteriovenosa braquial e sem condições cirúrgicas locais para novo acesso.


Procedimento 1:

Através de anestesia local e punção da artéria radial direita detectam-se várias ectasias e estenoses venosas no trajeto até a veia cava superior, especialmente na junção áxilo-subclávia. Após heparinização e avanço de guia metálico procedeu-se dilatação nestes locais estenóticos com balão Apex Monorail 5,0 x 20,0 mm, obtendo-se adequado resultado angiográfico.


Evolução:

Houve reaparecimento do frêmito no local da fístula e as sessões de hemodiálise realizaram em tempo e fluxo adequado durante 01 mês, logo seguindo as mesmas limitações o que motivou novo estudo angiográfico.


Procedimento 2:

Pela mesma via de acesso braquial detectou-se reestenose severa na junção áxilo-subclávia que foi tratada com stent auto expansível Epic Over-The-Wire 8,0 x100mm obtendo-se adequada restauração do calibre venoso. Paciente encontra-se em esquema regular de hemodiálise sem intercorrências

Publicado em: 02/06/2014 - 10:55:48

Estenose severa de veia subclávia direita - Pré dilatação com balão

Estenose severa de veia subclávia direita - Resultado da pós dilatação com balão

Estenose severa de veia subclávia direita - Pós dilatação do stent com balão

Estenose severa de veia subclávia direita - Resultado final com implante de stent

Voltar

Cadastre-se e receba nossos informativos gratuitamente.